Destinos › Chapada do Araripe

Clique para ampliar

A Chapada do Araripe está localizada ao sul do estado, na divisa com Pernambuco e Paraíba. Trata-se de um relevo tabuliforme, com vertentes íngremes e topo plano, um aspecto que lembra uma grande mesa que se ergue das planícies sertanejas do Cariri. É, portanto, um relevo de natureza sedimentar. Aos pés e no topo da Chapada, encontramos várias cidades como Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Araripe e Santana do cariri, todas no Ceará, onde se encontram as vertentes úmidas da Chapada, também chamadas de zonas de brejo de encosta, donde afloram fontes naturais. Essas vertentes são recobertas por mata úmida (mata plúvio-nebular).

No topo da Chapada, a cobertura vegetal é composta por mata úmida e manchas de cerradão, sendo que a vertente sul, já adentrando território pernambucano, é seca e coberta de vegetação de carrascais. É na parte úmida que está localizada a Floresta Nacional do Araripe (FLONA), uma unidade de conservação de uso sustentável mantida pelo Ibama em parceria com a população local.

No topo da chapada, encontra-se um dos maiores sítios fossilíferos cretáceos do mundo, além de valiosos achados arqueológicos das civilizações que ali nasceram, como a dos índios Cariris. Esses sítios serviram de inspiração para a criação do Geopark, com o objetivo de preservá-lo e estudá-lo. O Geopark cobre áreas dos municípios da chapada e é uma iniciativa da Universidade Regional do Cariri (URCA).

Como potencial turístico, a chapada oferece a contemplação de uma cobertura vegetal exuberante, única no interior do estado, além de cascatas, riachos de água límpida, trilhas ecológicas, turismo pedagógico e científico no Geopark, além de oferecer boa hospedagem.

Todas as belezas da chapada estão protegidas por lei através da criação da APA (Área de Proteção Ambiental) da Chapada do Araripe.

Mais Destinos
DESTAQUES
INDICADORES
PARCEIROS